Resultado Final.  

Page 2 / 10 Prev Next
  RSS

LOURIVAL
Membro Ativo
Membro desde:11 meses  atrás
Posts: 10
06/11/2017 19:53  

A questão 46, também era pra ser anulada


ResponderCitar
Alisson40
Membro Eminente
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 28
06/11/2017 20:06  

Sei de que não adianta, mas ies o e-mail do CFC. Acho q deveríamos pedir transparência qdo se trata de indeferimento de questões e não somente aquele texto padrão que a FBC tem. Falta fiscalização nisso!

cfc@cfc.org.br


Lisa liked
ResponderCitar
LOURIVAL
Membro Ativo
Membro desde:11 meses  atrás
Posts: 10
06/11/2017 20:16  

GRUPO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DE QUESTÕES PARA AS PROVAS 

DOS EXAMES DE SUFICIÊNCIAS DE 2017 - PORTARIA FBC N.º 015/16 

EXAME DE SUFICIÊNCIA N.º 2/2017 – 14ª EDIÇÃO – Bacharel em Ciências Contábeis 

PARECER 

Parecer do Grupo de Trabalho 

Conhecemos do recurso por ser tempestivo. Quanto à análise do mérito, o Grupo de 

Trabalho tem os seguintes pontos a comentar: 

RESPOSTA – QUESTÃO 46 

ITEM DO EDITAL: 11. AUDITORIA CONTÁBIL, d) Responsabilidade do Auditor em 

Relação a Fraude, no Contexto da Auditoria de Demonstrações Contábeis: 

Características da fraude e Responsabilidade pela prevenção e detecção de fraude. 

Ceticismo profissional, discussão entre a equipe de trabalho, Procedimentos de avaliação 

de riscos e atividades relacionadas, Identificação e avaliação dos riscos de distorção 

relevante decorrente de fraude, Respostas aos riscos avaliados de distorção relevante 

decorrente de fraude, Avaliação da evidência de auditoria, Auditor sem condições de 

continuar o trabalho, Representações da administração, Comunicações à administração e 

aos responsáveis pela governança, Comunicações às autoridades reguladoras e de controle 

e Documentação. 

ABORDAGEM ESPECÍFICA: COMUNICAÇÕES ÀS AUTORIDADES REGULADORAS E 

DE CONTROLE. 

O QUE PEDE A QUESTÃO: Assinalar a alternativa CORRETA em relação a comunicação 

que o auditor deve fazer ao identificar a fraude descrita no enunciado. 

NORMA CORRESPONDENTE: NBC TA 240 (R1) – RESPONSABILIDADE DO AUDITOR 

EM RELAÇÃO A FRAUDE, NO CONTEXTO DA AUDITORIA DE DEMONSTRAÇÕES 

CONTÁBEIS. 

O enunciado destaca que a fraude é contra o sistema financeiro nacional, sendo esta uma 

questão central para a solução da questão. 

O item 43 da NBC TA 240 (R1) estabelece: 

43. Caso o auditor tenha identificado ou suspeite de fraude, deve determinar se há 

responsabilidade de comunicar a ocorrência ou suspeita a um terceiro fora da entidade. 

Embora o dever profissional do auditor de manter a confidencialidade da informação 

do cliente possa impedir que tais informações sejam dadas, as responsabilidades 

legais do auditor podem sobrepor-se ao dever de confidencialidade em algumas 

situações. 

Adicionalmente, o item A65 da referida norma destaca que: 

A 65 - O dever profissional do auditor de manter a confidencialidade das informações do 

cliente pode impedir que ele relate a fraude a uma parte fora da entidade cliente. 

Contudo, a responsabilidade legal do auditor e, em certas circunstâncias, o dever de 

confidencialidade pode ser passado por cima por estatuto, lei ou tribunais de direito. 

No Brasil, o auditor de instituição financeira tem o dever de relatar a ocorrência de 

fraude a autoridades de supervisão (grifo nosso). Em outros segmentos o auditor também tem dever de relatar distorções nos casos em que a administração e os 

responsáveis pela governança deixam de adotar ações corretivas. 

Como se trata de fraude contra o sistema financeiro, o auditor deve comunicá-la às agências 

de controle (que é uma autoridade de supervisão) sob pena de ter que responder 

judicialmente por sua omissão. 

Assim, a opção CORRETA é a “d)”, que apresenta o texto: “O auditor deve comunicar a 

fraude às agências reguladoras e de controle, pois, embora o dever profissional do auditor 

seja o de manter a confidencialidade da informação do cliente, as responsabilidades legais 

do auditor podem se sobrepor ao dever de confidencialidade em situações que possam 

resultar em danos à sociedade”. 

O GRUPO DE TRABALHO PARA A ELABORAÇÃO DE QUESTÕES PARA AS PROVAS 

DOS EXAMES DE SUFICIÊNCIA DE 2017 DECIDIU POR UNANIMIDADE CONHECER DO 

RECURSO POR SER TEMPESTIVO E, NO MÉRITO, NEGAR PROVIMENTO EM 

RELAÇÃO À QUESTÃO. 

GRUPO DE TRABALHO FBC 

BRASÍLIA-DF, 18 DE OUTUBRO DE 2017


ResponderCitar
Daniela
Membro Ativo
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 18
06/11/2017 20:21  
Pessoal já enviei e-mail e entrei no site do CFC na Ouvidoria fiz uma manifestação e depois anexei o recurso novamente da questão 25, pois eles não emitiram nenhum Parecer deu a mesma justificativa para todos os recursos. Parece que nem olharam os nossos recursos.

ResponderCitar
Milton
Novo Membro
Membro desde:11 meses  atrás
Posts: 2
06/11/2017 20:36  

Como já há uma lista para DOU, não acatarão mais nenhum procedimento, que não seja via judiciária,
então, repito. A única forma é judicial. Cada um faz por si, ou alguém lidera e organiza o grupo de interessados, após obter do Ministério Público, as informações necessárias. É o melhor caminho e com menos custos, ainda assim, se esta for a atitude a ser tomada, precisa ser agilizada.


ResponderCitar
Daniela
Membro Ativo
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 18
06/11/2017 20:40  

Pessoal vamos passar e-mail e entrar no site do CFC na parte da Ouvidoria e tentar novamente. Eu já enviei e-mail e fui na Ouvidoria também fiz a manifestação e anexei o recurso. Também vou ligar.

Fiz da questão 25 porque não foi certo a banca elabora a mesma resposta para todos os recursos parece que não leram todos os recursos. Era para a banca elabora parece com justificativa.


ResponderCitar
Daniela
Membro Ativo
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 18
06/11/2017 20:44  

Tem registros de provas anteriores que eles acataram os recursos depois de ter saído o gabarito oficial e publicado a relação dos que passaram no DOU. Saiu como complementar a lista depois


ResponderCitar
eliz faria
Membro Ativo
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 15
07/11/2017 10:21  

Concordo com todas as insatisfações acima, uma vez que todas as respostas dos recursos  FBC foram iguais ensejando desrespeito, falta total de ética e o que nos leva  a crer que não foram estudados os recursos pleiteados.

Precisamos de orientações de órgãos que defenda nossa classe, que dê parecer plausível, concreto e verdadeiro.

Deixe o link aqui no fórum para que todos enviem mensagens para ouvidoria, algum órgão superior tem nos ajudar, não é possível que ficaremos a deriva, e aceitar o parecer desse grupo de trabalho. 


Lisa liked
ResponderCitar
marcelobrunelli
Membro Eminente
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 34
07/11/2017 10:29  

Eu enviei um email para a ouvidoria.

Uma coisa é você aceitar ser reprovado com 24 pontos, sendo que tínhamos 50 chances para fazer 25 pontos. 

Até aqui tudo bem. Reconheço meus erros.
Mas não anular uma questão, cujo erro material é crasso, não posso aceitar.
Continuarei tentando até que uma resposta condizente seja pronunciada. 


ResponderCitar
marcelobrunelli
Membro Eminente
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 34
07/11/2017 11:00  

Eis a resposta do CFC

Senhor Marcelo,

Em atenção aos termos da sua manifestação, esclarecemos que o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) sempre adotou os princípios da legalidade e transparência em todas as suas ações e atos administrativos.

No caso em tela, cabe à Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) a execução, correção e análise de todos os recursos previstos no edital.

Conforme informado pelo senhor, a FBC procedeu à análise do recurso protocolado. E conforme consta do edital, após análise do recurso, inexiste qualquer medida administrativa que possa reverter o indeferimento do recurso.

Respeitamos a sua opinião, porém, o Exame de Suficiência não pode e não deve se distanciar do princípio da isonomia, aplicada em situações dessa natureza.

Atenciosamente,

Ouvidoria do CFC


ResponderCitar
Lisa
 Lisa
Membro Eminente
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 42
07/11/2017 11:15  
Posted by: Alisson40
Posted by: Elisa Paiva
Posted by: Alisson40

Pois é, mas infelizmente não podemos fazer nada. Nem aquela coisa de petição funciona tbm...

Que petição? Tenho uma amiga que precisa exatamente de 2 pontos... no caso essas questões 25 e 44 a ajudariam a passar.

Sempre ouvia grupos dizerem q tentavam de forma judicial, mas nunca lograram Êxito. Ou seja, o que essa banca disser, está dito!! Sei q não devemos ficar na dependência de anulações, mas para mim essa FBC passa de todos os limites e nem explica o pq de o recurso ter sido indeferido

Lamentável!


ResponderCitar
Lisa
 Lisa
Membro Eminente
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 42
07/11/2017 11:18  
Posted by: Alisson40

Para mim, as questões 5,25,44 e 46 deveriam ser anuladas, principalmente as 3 últimas. Os recursos foram bem fundamentadas por professores de excelentes cursos, mas a FBC não os defere. Ela deve ter medo ser punida!

Segundo os professores que consultei a 5 e 46 estão corretas e não cabem recursos

Mas as questões 25 e 44 deveriam ser anuladas, estão mal formuladas


ResponderCitar
luis adriano
Membro Ativo
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 15
07/11/2017 11:29  

gente me mande o e-mail da ouvidoria e alguem pode me mandar o recurso para enviar 


ResponderCitar
Lisa
 Lisa
Membro Eminente
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 42
07/11/2017 11:30  
Posted by: marcelobrunelli

Eis a resposta do CFC

Senhor Marcelo,

Em atenção aos termos da sua manifestação, esclarecemos que o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) sempre adotou os princípios da legalidade e transparência em todas as suas ações e atos administrativos.

No caso em tela, cabe à Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) a execução, correção e análise de todos os recursos previstos no edital.

Conforme informado pelo senhor, a FBC procedeu à análise do recurso protocolado. E conforme consta do edital, após análise do recurso, inexiste qualquer medida administrativa que possa reverter o indeferimento do recurso.

Respeitamos a sua opinião, porém, o Exame de Suficiência não pode e não deve se distanciar do princípio da isonomia, aplicada em situações dessa natureza.

Atenciosamente,

Ouvidoria do CFC

E o principio da isonomia diz o que mesmo?

Que eu me lembre é o Princípio que diz que as pessoas são iguais perante a lei

Então... me esclareçam o que o CFC quis dizer, porque eu não entendi

Ele lavou as mãos? É isso mesmo?


ResponderCitar
luis adriano
Membro Ativo
Membro desde:12 meses  atrás
Posts: 15
07/11/2017 11:34  

As questões 25 e 44 tinham que ter sido anuladas! Judiciário demora muito... é difícil anular questões pela justiça. Mas se tiver muito barulho, talvez anulem. Aconteceu isso em 2016.1.

 


ResponderCitar
Page 2 / 10 Prev Next
  
Working

Please Login or Cadastrar