Sobre a questão 44 do Exame de Suficiência 2017.2:  

  RSS

Tiago de Moura
Member Admin
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 235
03/10/2017 21:25  

 

Primeiramente afirmo que este entendimento é pessoal. Segundo não quer dizer que  a banca vá anular algo. Mas vale DISCUTIR a respeito da questão. 

A meu ver nesta questão há dupla interpretação.

Seguem algumas observações:

A questão não explicitou se era para ser feita uma conciliação ou os lançamentos dos fatos ocorridos, então poderia ser entendida com os lançamentos para controle contábil como segue abaixo ou feita uma conciliação bancária conforme veremos mais adiante:

Sendo o cheque uma ordem de pagamento à vista, será efetuada a baixa da obrigação registrada no passivo, mediante emissão do cheque pré-datado.

O valor correspondente ao cheque pré-datado deverá ser classificado no passivo em conta representativa de "cheques a pagar" ou "cheques a compensar".

 

Saldo da Conta Corrente Bancária: 30.000,00

Taxa de emissão de Cheques:

05/06/2017

D – Despesa com taxas bancárias: 18

C – Conta Corrente Bancária: 18

Redução da Conta Corrente Bancária em 18,00

Saldo: 30.000 (-) 18 = 29.982

Emissão dos cheques(vamos supor que estes eram para pagar fornecedores à prazo):

09/06/2017

D - Fornecedores : 4.200
C - Cheques à Compensar – PASSIVO:  4.200

12/06/2017

D - Fornecedores: 7.350 
C - Cheques à Compensar – PASSIVO: 7.350

30/06/2017

D - Fornecedores: 917
C - Cheques à Compensar – PASSIVO: 917

A emissão dos cheques não impactou a Conta Corrente Bancária.

Pela compensação dos cheques:

20/06/2017 – Cheque 02

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 7.350

C – Conta Corrente Bancária: 7.350

Redução da Conta Corrente Bancária em 7.350

Saldo:  29.982 (-) 7.350 = 22.632

30/06/2017 – Cheque 03

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 917

C – Conta Corrente Bancária: 917

Redução da Conta Corrente Bancária em 917

Saldo: 22.632 (-) 917 = 21.715

 

No razão consta o cheque  01 como se este houvesse sido compensado:

Neste caso constata-se que houve o seguinte lançamento equivocado no dia 12/06/2017:

12/06/2017 – Cheque 01

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 4.200

C – Conta Corrente Bancária: 4.200

Redução da Conta Corrente Bancária em 4.200

Saldo: 21.715 (-) 4.200 = 17.515

Mas como foi constatado que este cheque não foi compensado houve o estorno deste, conforme a ITG 2000:

D – Conta Corrente Bancária: 4.200

C - Cheques à Compensar – PASSIVO: 4.200

Aumento da Conta Corrente Bancária em 4.200

Saldo: 17.515 + 4.200 = 21.715

No dia 30/06/2017 o saldo era de 21.715.

Apenas após a compensação do cheque em 03/07/2017 haverá a redução da Conta Corrente Bancária:

03/07/2017 – Cheque 01

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 4.200

C – Conta Corrente Bancária: 4.200

Redução da Conta Corrente Bancária em 4.200

Saldo: 21.715 (-) 4.200 = 17.515

Se for considerado que houve erro nos lançamentos a alternativa correta seria a alternativa C.

Mas se for seguido o segundo entendimento. Temos a Conciliação Contábil:

Segundo o IOB(2008 p.2.):

Diante do volume de operações bancárias envolvendo a empresa, e sendo expressiva a quantidade de documentos válidos para a contabilidade, é fundamental o trabalho de checagem entre o razão analítico e o extrato bancário, trabalho este denominado, no meio contábil, “Conciliação Bancária”. A conciliação sistematizada da conta Bancos é importante porque pode ser utilizada como instrumento de fiscalização e assegurar que todas as operações bancárias estão sendo registradas pela Contabilidade, para fins de controle.

Conciliação contábil é a conferência dos valores debitados ou creditados, nos registros contábeis de uma organização, confrontando-os com os respectivos suportes/documentos que lhes deram origem, ou seja, em caráter interno ou externo à referida organização. De maneira mais informal, a conciliação de contas contábeis é a conferência mensal, semestral ou anual de cada conta contábil. Cada conta contábil do balanço deve ser verificada e ter a composição de seu saldo validado. Cheques que aguardam compensação devem ser reduzidos no extrato. Assim como os pagamentos não registrados devem entrar a credito no razão analítico.

 

 

Na questão teremos a Conciliação Bancária:

Conferência dos registros contábeis a débito e crédito no razão com os respectivos lançamentos efetuados pela instituição financeira, através dos extratos bancários.

 

 

 

No caso em questão o saldo bancário é 21.715.

 

Deveria ser debitado 4.200 do extrato bancário e teria um saldo de 17.515.

 

Já  no razão analítico temos um saldo de 24.865.

Tem um pagamento não identificado. Neste caso deve ser creditado ao Razão o valor de 7.350.

Assim o saldo iria para 17.515.

Pronto. Foi feita a conciliação bancária.

Se for considerado que a banca pediu a Conciliação o gabarito seria alternativa B.

 

Resumindo: Questão de dupla interpretação.

 

Referência:

CREPALDI,Silvio Aparecido. Auditoria Contábil – Teoria e Prática. 9ª edição. 2013. Atlas. São Paulo.

IOB. Boletim IOB - Manual de Procedimentos - Jan/2008 - Fascículo 01.

DOCCIN.Consultoria Integral de Negócios.Conciliação Bancária - conceito e como realizar na prática. Disponível em: http://www.doccontabilidade.com.br/downloads/07%20-%20Concilia%C3%A7%C3%A3o%20Banc%C3%A1ria.pdf    acesso em 03.10.17

 

 

 

 

 

 

Edited: 1 ano  atrás

ResponderCitar
diegoruiz
Membro Ativo
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 17
04/10/2017 07:32  
Posted by: Tiago de Moura

 

Primeiramente afirmo que este entendimento é pessoal. Segundo não quer dizer que  a banca vá anular algo. Mas vale DISCUTIR a respeito da questão. 

A meu ver nesta questão há dupla interpretação.

Seguem algumas observações:

A questão não explicitou se era para ser feita uma conciliação ou os lançamentos dos fatos ocorridos, então poderia ser entendida com os lançamentos para controle contábil como segue abaixo ou feita uma conciliação bancária conforme veremos mais adiante:

Sendo o cheque uma ordem de pagamento à vista, será efetuada a baixa da obrigação registrada no passivo, mediante emissão do cheque pré-datado.

O valor correspondente ao cheque pré-datado deverá ser classificado no passivo em conta representativa de "cheques a pagar" ou "cheques a compensar".

 

Saldo da Conta Corrente Bancária: 30.000,00

Taxa de emissão de Cheques:

05/06/2017

D – Despesa com taxas bancárias: 18

C – Conta Corrente Bancária: 18

Redução da Conta Corrente Bancária em 18,00

Saldo: 30.000 (-) 18 = 29.982

Emissão dos cheques(vamos supor que estes eram para pagar fornecedores à prazo):

09/06/2017

D - Fornecedores : 4.200
C - Cheques à Compensar – PASSIVO:  4.200

12/06/2017

D - Fornecedores: 7.350 
C - Cheques à Compensar – PASSIVO: 7.350

30/06/2017

D - Fornecedores: 917
C - Cheques à Compensar – PASSIVO: 917

A emissão dos cheques não impactou a Conta Corrente Bancária.

Pela compensação dos cheques:

20/06/2017 – Cheque 02

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 7.350

C – Conta Corrente Bancária: 7.350

Redução da Conta Corrente Bancária em 7.350

Saldo:  29.982 (-) 7.350 = 22.632

30/06/2017 – Cheque 03

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 917

C – Conta Corrente Bancária: 917

Redução da Conta Corrente Bancária em 917

Saldo: 22.632 (-) 917 = 21.715

 

No razão consta o cheque  01 como se este houvesse sido compensado:

Neste caso constata-se que houve o seguinte lançamento equivocado no dia 12/06/2017:

12/06/2017 – Cheque 01

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 4.200

C – Conta Corrente Bancária: 4.200

Redução da Conta Corrente Bancária em 4.200

Saldo: 21.715 (-) 4.200 = 17.515

Mas como foi constatado que este cheque não foi compensado houve o estorno deste, conforme a ITG 2000:

D – Conta Corrente Bancária: 4.200

C - Cheques à Compensar – PASSIVO: 4.200

Aumento da Conta Corrente Bancária em 4.200

Saldo: 17.515 + 4.200 = 21.715

No dia 30/06/2017 o saldo era de 21.715.

Apenas após a compensação do cheque em 03/07/2017 haverá a redução da Conta Corrente Bancária:

03/07/2017 – Cheque 01

D - Cheques à Compensar – PASSIVO: 4.200

C – Conta Corrente Bancária: 4.200

Redução da Conta Corrente Bancária em 4.200

Saldo: 21.715 (-) 4.200 = 17.515

Se for considerado que houve erro nos lançamentos a alternativa correta seria a alternativa C.

Mas se for seguido o segundo entendimento. Temos a Conciliação Contábil:

Segundo o IOB(2008 p.2.):

Diante do volume de operações bancárias envolvendo a empresa, e sendo expressiva a quantidade de documentos válidos para a contabilidade, é fundamental o trabalho de checagem entre o razão analítico e o extrato bancário, trabalho este denominado, no meio contábil, “Conciliação Bancária”. A conciliação sistematizada da conta Bancos é importante porque pode ser utilizada como instrumento de fiscalização e assegurar que todas as operações bancárias estão sendo registradas pela Contabilidade, para fins de controle.

Conciliação contábil é a conferência dos valores debitados ou creditados, nos registros contábeis de uma organização, confrontando-os com os respectivos suportes/documentos que lhes deram origem, ou seja, em caráter interno ou externo à referida organização. De maneira mais informal, a conciliação de contas contábeis é a conferência mensal, semestral ou anual de cada conta contábil. Cada conta contábil do balanço deve ser verificada e ter a composição de seu saldo validado. Cheques que aguardam compensação devem ser reduzidos no extrato. Assim como os pagamentos não registrados devem entrar a credito no razão analítico.

 

 

Na questão teremos a Conciliação Bancária:

Conferência dos registros contábeis a débito e crédito no razão com os respectivos lançamentos efetuados pela instituição financeira, através dos extratos bancários.

 

 

 

No caso em questão o saldo bancário é 21.715.

 

Deveria ser debitado 4.200 do extrato bancário e teria um saldo de 17.515.

 

Já  no razão analítico temos um saldo de 24.865.

Tem um pagamento não identificado. Neste caso deve ser creditado ao Razão o valor de 7.350.

Assim o saldo iria para 17.515.

Pronto. Foi feita a conciliação bancária.

Se for considerado que a banca pediu a Conciliação o gabarito seria alternativa B.

 

Resumindo: Questão de dupla interpretação.

 

Referência:

CREPALDI,Silvio Aparecido. Auditoria Contábil – Teoria e Prática. 9ª edição. 2013. Atlas. São Paulo.

IOB. Boletim IOB - Manual de Procedimentos - Jan/2008 - Fascículo 01.

DOCCIN.Consultoria Integral de Negócios.Conciliação Bancária - conceito e como realizar na prática. Disponível em: http://www.doccontabilidade.com.br/downloads/07%20-%20Concilia%C3%A7%C3%A3o%20Banc%C3%A1ria.pdf    acesso em 03.10.17

 

 

 

 

 

 

Eu entendi Perfeitamente a primeira parte em que da a questão C ... agora não entra na minha cabeça ser a Questão B

Uma coisa simples nesta questão O SALDO DO EXTRATO BANCÁRIO TEM SEMPRE QUE FECHAR COM O SALDO DO RAZÃO CONTÁBIL.


ResponderCitar
Luoliveira
Membro Ativo
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 9
04/10/2017 08:06  

Bom dia. Eu achei essa questão muito confusa. Se realmente anular essa questão eu serei aprovada, pois segundo esse gabarito fiz 24 pontos. Alguem sabe quando que o CRC irá divulgar o gabarito para entrarmos com o recurso??


ResponderCitar
Romeuzampoloneto
Membro Ativo
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 5
04/10/2017 08:32  

 Bom dia,

 Pessoal vamos prestar a atenção no que se pede na questão, só pedido o saldo em 30/06 da conta bancária, o cheque compensou no em 03/07,  a empresa deve reconhecer o cheque a compensar a conta do passivo pois ele ainda não foi compensado. 


ResponderCitar
Shamuell Vasconcelos e Silva
Novo Membro
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 1
04/10/2017 11:06  

A questão 44 é saber o Saldo CONTÁBIL, não bancário. 
Saldo do razão deve considerar sua despesa na competência, e a tesouraria encarrega de realizar a conciliação para controle com extrato bancário. 

Questão 44, Resposta correta Letra B

 

Razão – Considera a Despesa – Regime de Competência

Saldo Anterior ———————30.000,00

Tarifa   ————————        (18,00)

Cheque 1 ————————–   ( 4.200,00)

Cheque 2 ————————–   ( 7.350,00)

Cheque 3 ————————–     ( 917,00)

*Saldo Contábil 30.06.17 ———   17.515,00*

 

 

 

Controle da Tesouraria

“Conciliação”

Saldo Contábil 30.06.17 ———- 17.515,00

 

*Relação de Cheque não compensado “Conciliação”*

Cheque 001 ———————- 4.200,00

Saldo do Extrato Bancário______ 21.715,00 --> Apenas Controle da tesouraria


ResponderCitar
ddmanzione
Novo Membro
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 1
04/10/2017 12:26  

Bom dia!

A questão é vaga, pois poderia ser um cheque pré-datado e nos valeríamos da Lei 7357/1985 "o cheque ser uma ordem de pagamento a vista, ou seja, de não existir previsão legal para o chamado "cheque pré-datado", por imposição do mercado e para facilitar as transações de compra e venda, o uso do cheque pré-datado passou a ser comum sendo utilizado, inclusive, pelas pessoas jurídicas"

Aí o lançamento fica da seguinte form em 09/06/2017:

D - FORNECEDORES (PASSIVO CIRCULANTE)

C - CHEQUES A PAGAR (PASSIVO CIRCULANTE) - 4.200,00

Em 03/07/2017 (quando compensou o cheque):

D - Cheques a Pagar (Passivo Circulante)

C - Banco Conta Movimento (Ativo Circulante) - 4.200,00

Portanto a saldo da conta banco em 31/06/2017 é de R$ 21.715,00. Resposta correta letra "C".

A gente, não tem muito que inventar...foi uma pegadinha...o saldo CONTÁBIL da conta Banco, deve refletir especificamente o que consta no extrato bancário do período.

Sou auditor e é a primeira coisa que fazemos no job, conciliar as contas bancárias. O que deve ser feito nesse caso e a provisão no passivo, conforme expliquei.

 

 

 

 

Edited: 1 ano  atrás

ResponderCitar
ELIZIARIA SILVA
Membro Eminente
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 29
04/10/2017 12:33  

QUESTÃO: 7

 

* O enunciado diz: Devolução de 10% das mercadorias adquiridas no mês de agosto.

   Qual a fundamentação utilizada para que se calculasse o mesmo percentual de 10% sobre o valor de R$ 9.600,00(ICMS  recuperável)? Nem todo produto é tributável, a base de cálculo nem sempre é a mesma, vai depender do regime de tributação do ICMS de cada empresa  e não há nenhuma informação  sobre o valor do ICMS nesse sentido.

 

* Como calcular 10% também do ICMS????

 


ResponderCitar
Romeuzampoloneto
Membro Ativo
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 5
04/10/2017 12:38  

 Justamente, estamos falando de valor contábil e não financeiro, devemos considerar o fato real na contabilidade. Alternativa C 


ResponderCitar
Tiago de Moura
Member Admin
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 235
04/10/2017 18:52  
Posted by: Romeuzampoloneto

 Justamente, estamos falando de valor contábil e não financeiro, devemos considerar o fato real na contabilidade. Alternativa C 

Viu só, foi uma questão de dupla interpretação. A banca não foi clara em que ela queria do examinando!!!

Vamos preparar um modelo de recurso!!!


ResponderCitar
diegoruiz
Membro Ativo
Membro desde:1 ano  atrás
Posts: 17
04/10/2017 19:09  

Essa teremos que entrar com recurso ... não tem nem que pensar...

Exemplo rápido:

se tenho R$ 300.000, um valor expressivo muito além dos R$ 4.200 citados na questão, se considerar como já compensados independente da compensação no banco, meu razão analítico vai ficar estrondoso em relação ao extrato da conta bancária.

não tem cabimento ... minhas disponibilidades vai parar onde se considerar tudo antes de compensar no banco.


ResponderCitar
  
Working

Please Login or Cadastrar