Notifications
Clear all

Planejamento financeiro para 2020  

  RSS

(@walysson-m)
Novo Membro
Entrou: 7 meses atrás
Posts: 1
09/12/2019 14:19  

Como você está preparando suas finanças para 2020?

Com menos de um mês para o início de um novo ano e uma nova década, tenho pensado cada vez mais sobre onde estão minhas finanças atualmente e onde gostaria que elas estivessem.

 

Ao longo do ano, fiz progressos para fortalecer minha base financeira, revi todos os meus investimentos, aumentei as economias em geral, sabia onde o dinheiro estava se encaminhando, mas, ao mesmo tempo, ainda é de se imaginar se o seu dinheiro está sendo desperdiçado em despesas frívolas, especialmente em itens de comida, conveniência, diversão e entretenimento.

Pode ser frustrante ver quão “pequeno” é, em comparação com o que deveria ter neste momento do ano.

As pesquisas mostram que as pessoas raramente atingem as metas que estabeleceram no início do ano. Qual é o sentido de fazer um grande negócio numa época arbitrária do ano?

Ainda assim, adoro estabelecer metas e acho que elas são pessoalmente benéficas, especialmente para algo tão importante quanto o seu dinheiro. E para realizá-las, você precisa de um plano simples e acionável.

Para mim, isso significa sentar com caneta, papel e pensar sobre o que realmente quero alcançar nos próximos 12 meses e como posso chegar lá. E não vou esperar até janeiro para começar a planejar.

Essa estratégia também pode funcionar para você, aqui estão como dicas 4 etapas que estou tomando para fazer isso em 2020.

 

1. Reveja o que gastei em 2019

Para descobrir para onde quero ir em 2020, preciso ver onde estive no ano de 2019.

É muito importante que você lembre parcialmente do que foi gasto neste ano que está indo embora, se você já tem um hábito então ótimo, já é muito bom. Pode fazer isto retirando extratos bancários e de cartão de crédito de 2019 e se fazer a seguinte pergunta:

Quanto gastei todos os meses em necessidades, quanto em desejos, etc.?

Dessas despesas, o que consideraria desperdício de dinheiro?

Onde estão os lugares óbvios que estou gastando demais?

Quais são as coisas que não me lembro de comprar?

Como são minhas economias em relação aos meus gastos?

Outra coisa que é fundamental de trabalhar é planejar com antecedência. Nas sessões de revisão anteriores, aprendi que poderia economizar muito dinheiro sendo mais proativo. Isso se aplica a mudanças “fáceis”, como planejar refeições e almoços e comprar produtos de higiene pessoal à venda antes que eu acabe. Mas isso também significa olhar mais para o futuro e pensar em férias em potencial, grandes eventos que estou participando ou aulas que quero participar. De certa forma essa é a tarefa mais básica da lista, mas é a mais importante a se considerar.

E é sempre bom reservar um tempo para ver se seus gastos refletem com precisão o tipo de pessoa que você deseja ser e a vida que deseja viver. Desativar o piloto automático e recuperar os controles podem ser extremamente poderoso.

 

2. Estabeleça objetivos claros, mas flexíveis.

Eu acredito muito na definição flexível de objetivos. Gosto de ter uma ideia do que quero realizar e em que período de tempo, sem ser muito duro consigo mesmo, se vir a falhar. Um ano é longo o suficiente para fazer progressos visíveis em direção a (ou concluir) muitas metas.

Investimentos em um negócio empreendedor, ou investir na bolsa de valores, Bitcois, são muito válidos, mas requer planejamento prévio para ver onde você vai colocar seu suado dinheiro para trabalhar para você. O uso de ferramentas de controles também é uma ótima dica, hoje existem muitas ferramentas disponíveis na internet com o uso gratuito.

Estimular a consciência ecológica e melhorar os hábitos de consumo são ótimos jeitos de começar um novo ano. Praticar hábitos sustentáveis, como eliminar o desperdício de alimentos e a dependência de embalagens plásticas, não é apenas econômico, mas também é um imperativo moral; gostaria de comprar menos coisas em 2020. Essa meta é menos quantificável, mas pretendo ver se estou conseguindo comparar minhas despesas todos os meses com as do ano anterior.

 

3. Inspirese-se.

Alguns anos atrás, eu estava me sentindo profundamente sem inspiração com minhas finanças. Eu queria economizar mais e reduzir meus gastos, mas simplesmente não estava conseguindo o que precisava das minhas fontes tradicionais de aconselhamento e informações financeiras. Tudo o que me deparei parecia um pouco seco e abafado; "me pondo doido” a ponde de uma vez, jogaria meu laptop pela janela. Eu estava desejando mais relatos em primeira mão de não especialistas que encontravam estratégias realistas que funcionavam no seu diaadia.

O melhor que se pode fazer é procurar mais artigos na internet, achar outras opiniões em fóruns e outros blogs, redes sociais como linkedin e Instagram, e claro seguir as dicas que eu to passando aqui. Se você for dono de algum negócio, é interessante se ter um contador ou contratar um escritório de contabilidade, para melhorar ainda mais a flexibilidade financeira do seu negócio e você se preocupar ainda menos. Onde você poderá encontrar soluções que são vistas com mais clareza com um profissional de contabilidade. Se você é apenas um trabalhador que quer melhorar seu estilo de vida financeira, apenas se inspire nas melhores dicas que a internet tem a oferecer.

 

4. Anote tudo.

Sou o tipo de pessoa que rastreia tudo por escrito: livros, listas de tarefas, exercícios, coisas que eu gostaria de comprar e assim por diante. Mas é especialmente importante acompanhar suas finanças. Métricas e tendências nos ajudam a ver para onde nosso dinheiro está indo, e escrever metas e porque elas são importantes pode nos ajudar a alcançá-las.

Anotar tudo, seja esse o saldo da minha conta poupança ou a maneira como estou me sentindo com relação aos meus gastos, me ajuda a entender quando começo a pensar demais em minhas obrigações financeiras. O dinheiro pode ser avassalador. Há tantos objetivos concorrentes, tantos números impossivelmente altos que especialistas em finanças dizem que devemos atingir. Pensar sobre tudo isso em abstrato pode ser indutor de pânico, enquanto escrever sobre isso me ajuda a ter uma perspectiva.

Neste verão, houve alguns meses em que fiquei estressado com a quantia que estava economizando e gastando, e me comparava constantemente a outras pessoas. Mas dedicar alguns minutos para escrever onde estou, onde gostaria de estar e como chegar lá acalma as vozes na minha cabeça dizendo que estou atrasado ou que nunca chegarei aonde “preciso” estar.

Uso uma planilha do Excel para rastrear meus gastos e poupanças e, ocasionalmente, anote as metas de dinheiro em meu diário. Mas para 2020, estou usando um diário financeiro designado para escrever metas, fazer observações sobre gastos e acompanhar onde estou com minhas metas. Idealmente, escreverei ou registrar algo todos os dias, mas, novamente, estou me dando flexibilidade aqui com a frequência com que a abro.

O uso do diário é muito útil. Pode ser escrito num sketchbook, bloco de notas, ou adotar meios digitais como Google Keep, ou fazer em forma de listas no Trello, ou até mesmo usar o Word do seu computador, o importante é ter um acompanhamento da melhor maneira possível.

O diário foi um presente, um começo auspicioso para o meu ano de cortar gastos supérfluos. Com meu plano de 2020 gravado, estou pronto para assumir uma nova década.

Vimos que economizar e se organizar em qualquer aspecto não é algo difícil e nem demorado, só basta ter um pouco de paciência para organizar as ideias e se reeducar financeiramente para começar mais um ano que está por vir.

Siga-nos no instagram.

@contabilidaderecife

 

Citar (Quote)
Tags do Tópico
Compartilhar: